{ }

Seguidores

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Viver ou morrer

Trecho extraido do blog de Edwar de Souzahttp://artigosedwardsouza.blogspot.com/


Para ilustrar esta matéria, peço permissão para transcrever uma história de autoria desconhecida: "Numa terra em guerra, havia um rei que causava espanto. Sempre que fazia prisioneiros, não os matava: levava-os a uma sala onde havia um grupo de arqueiros de um lado e uma imensa porta de ferro do outro, sobre a qual se viam gravadas figuras de caveiras cobertas por sangue. Nesta sala ele os fazia enfileirar-se em círculo e dizia-lhes, então: ”Vocês podem escolher entre morrerem flechados por meus arqueiros ou passarem por aquela porta e por mim serem lá trancados". Todos escolhiam serem mortos pelos arqueiros. Ao terminar a guerra, um soldado que por muito tempo servira ao rei dirigiu-se ao soberano:
- Senhor, posso lhe fazer uma pergunta?
- Diga, soldado.
- O que havia por detrás da assustadora porta?
- Vá e veja você mesmo.
O soldado, então, abre vagarosamente a porta e, na medida em que o faz, raios de sol vão adentrando e clareando o ambiente... E, finalmente, ele descobre, surpreso, que a porta se abria sobre um caminho que conduzia à liberdade!

O medo de enfrentar as consequências de alguns erros cometidos ou sequelas físicas que a vida nos apresenta são considerados pela sociedade ato de covardia. Seria? Desesperado, impacienta-se e não consegue ultrapassar a porta lacrada que se encontra a sua frente. O excessivo orgulho gera o medo e mostra um quadro futuro sem nenhuma solução. Não seria por acaso, o excesso de materialismo? De uma maneira geral, cada um a sua moda, a humanidade acredita em uma vida após a morte. Os cristãos, entre outras doutrinas religiosas condenam o suicídio. 

.

2 comentários:

Shuzy disse...

Essa história se aplica a tantas situação. O medo nos condena quando não temos coragem de arriscar.

Lu e Lu disse...

História Real!, Temos que superar os nossos medos ainda que Nos pareça impossível diante de certas situações. Abraços. Lucia.